Centro de Cidadania da Mulher de Santo Amaro

Nova Pesquisa

Objetivos: estimular e motivar a mulher, valorizando seus direitos, a compreensão de si mesma e do mundo, ampliando a sua consciência de cidadania, através de novos conhecimentos, da convivência e de experiências diversificadas que serão praticadas nas oficinas integradas ao Programa Interação Mulher.
Propiciar contatos individuais e grupais que promovam a colocação da problemática inerente ao universo feminino e sua condição na sociedade, visando à deliberação, reflexão, meditação e auto resolução dos problemas identificados, num clima de acolhimento, afeto e respeito.
Desenvolver a autonomia e independência da mulher, através do trabalho interno e externo, ferramenta importante para o exercício da cidadania, possibilitando nova perspectiva de vida, de esperança e crescimento pessoal.

Atividades desenvolvidas: o CCM-SA oferece atividades para a geração de renda e convivência. Oficinas de artesanato: pintura Country; artefatos com jornal; artesanato com garrafa pet; decoupage em madeira; bijuteria; restauração de peças de madeira; estamparia em tecido; fuxico; arte em tecido; jardinagem; mandala e grupo de geração de renda.
Atividades de fortalecimento pessoal: semeando cuidados, colhendo saúde; coral; biodança; dança cigana; dança do ventre; movimento e saúde; e yoga; grupo de desenvolvimento pessoal; terapia comunitária; grupo terapêutico e de reflexão.
Todas estas atividades acontecem semanalmente com duração média de duas horas.
Formação em gênero, violência doméstica, cidadania e políticas públicas. Dividido em quatro módulos com duração de duas horas e meia cada um.
Acolhimento à mulher com intervenções pertinentes a situação e momento que esteja vivenciando frente a  violência doméstica.
Defensoria pública (para casos específicos de violência doméstica); atendimento jurídico em parceria com Centro Universitário Estácio UniRadial (para casos na área cível);  e Mediação de Conflitos em parceria com IMAB – Instituto de Mediação e Arbitragem do Brasil (para casos de conflitos que não envolvam violência doméstica, mas que tenham vínculos entre as partes).

Como é o atendimento: tanto a mulher que procura espontaneamente quanto a encaminhada por algum serviço (saúde, escola, Organizações Sociais) passa pelo acolhimento psicossocial. A partir das informações que a mulher traz, é avaliada a situação de risco e vulnerabilidade, a partir disso são feitas as intervenções, respeitando sua vontade e momento que está vivenciando na relação.
A mulher que vem encaminhada pela DDM ou pela DP com Boletim de Ocorrência (BO) e está segura que quer entrar com medidas protetivas, ou com ações cabíveis contra o agressor, é agendada para atendimento com a Defensoria Pública, informada sobre a documentação que deverá providenciar e trazer para iniciar o processo.
Para aquela que registra BO, mas ainda não está certa da decisão que irá tomar em relação ao agressor, é agendado outro atendimento, geralmente é encaminhada para oficinas no próprio CCM para que se fortaleça internamente ou, dependendo da situação, é encaminhada tanto para a Casa Eliane de Grammont, quanto Prove – UNIFESP.
A mulher que vem encaminhada por outros serviços, é informada sobre as etapas do processo, orientada quanto a documentação necessária, encaminhada a 6ª. DDM para registrar BO e, finalizando o acolhimento, é agendado atendimento com a Defensoria Publica.  Salvo os casos onde a usuária ainda demonstre indecisão, agenda-se retorno no acolhimento para posteriormente ir para DDM e Defensoria Pública, o processo é iniciado no CCM e finalizado no núcleo da Defensoria, até dar entrada no Fórum, onde o processo deverá tramitar.
Para os casos de risco eminente de vida, é feito contato e encaminhamento para Casa Eliane de Grammont que conduz a mulher e seus filhos menores para abrigamento.
O acolhimento psicossocial é de caráter sigiloso e humanizado.
Ressaltamos que este fluxo é especifico para as mulheres em situação de violência doméstica. Porém além do acolhimento psicossocial o CCM atende um grupo heterogêneo de mulheres, que não sofrem violência, mas frequentam o espaço para participar das outras atividades oferecidas a todas as mulheres.

Condições para o atendimento: o CCM-SA visa atender mulheres que residem, trabalhem e circulem pela região de Santo Amaro. Também é aberto a toda população feminina.
Adolescentes menores de 18 anos somente acompanhadas de adulto responsável. Atendemos demanda espontânea para o acolhimento. Eventualmente existe necessidade de agendamento, quando a nossa capacidade de atendimento ultrapassa o número de técnicos ou estagiários disponíveis na ocasião da procura pelo serviço.
Os atendimentos feitos pela Defensoria Pública e pelo Jurídico são agendados e o atendimento é feito respeitando a ordem de chegada
É necessário RG para fazer o cadastro. No caso de entrar com ações contra o agressor pela Defensoria Pública, são solicitados os originais e uma cópia simples de cada documento: RG; CPF; Comprovante de residência da assistida; Holerite/comprovante de rendimentos; Boletim de Ocorrência; Certidão de Nascimento dos filhos; Certidão de casamento atualizada (não é necessário certidão de casamento para união estável); Demais documentos que comprovem a agressão (bilhetes, fotos, atestados médicos, etc); Nome, endereço e RG de três testemunhas que saibam dos fatos; Documentos referentes aos bens adquiridos na constância da união (escritura, contrato de compra e venda, documentos do veículo, IPTU, etc); Cartão de vacinação dos filhos menores; e Cartão de consulta em hospital
Observação: são utilizadas senhas apenas para organização do setor jurídico que atende um número significativo de pessoas.

Equipe: Psicóloga; assistentes sociais;  defensores públicos; estagiários de psicologia; estagiários de direito; além da equipe administrativa de atendimento.

Período de atendimento: das 9 às 17 horas, de segunda a sexta-feira (dias úteis).

Dados para contato:
Endereço:  Av. Mário Lopes Leão, 240, Santo Amaro
CEP: 04754-010 São Paulo – SP
Ponto de referência: Ao lado da Praça Floriano Peixoto
Telefone: (11) 5521 66 26  /  5524 47 82
Email: mulhercidadasa@hotmail.com

 

4 thoughts on “Centro de Cidadania da Mulher de Santo Amaro

    • Olá, Eliana,
      Desculpe a demora em responder. O e-mail do CCM Santo Amaro é: mulhercidadasa@hotmail.com, você pode escrever diretamente para elas, que vão te responder.
      Um grande abraço, Ana Flávia

  1. Oi, sou aluna do curso de serviço social. Já participei
    de alguns cursos no CCM e foram muito úteis para a minha formação.
    Aguardo novos cursos. Obrigada.

  2. Conheci o CCM a cinco anos atras e hoje sou outra mulher,isso foi possivel atraves das reflexoes que tive la,dai entao pode enchegar novas possibilidades da minha vida.Atualmente moro a 15 minutos do meu emprego e estou cursando quinto semestre da faculdade.So tenho a agradecer a todos que me atendeu,onde pude ser entendida e compreendida nos meus valores de como mulher.

Deixe sua opinião ou comentário sobre o atendimento

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Pryzant Design