Delegacia de Polícia de Defesa da Mulher – Jaú

Nova Pesquisa

Objetivos: promover a justiça, proteger e fazer valer os direitos da mulher, criança ou adolescente vitimas de violência doméstica e/ou sexual.

Atividades desenvolvidas: elabora Boletins de Ocorrência e Termos Circunstanciados, intima, investiga e colhe depoimentos no bojo de Inquéritos Policiais, bem como solicita medidas protetivas de urgência para o Poder Judiciário. Nas ocorrências não criminais, fornece orientação jurídica e encaminha para os centros de referência da mulher e para a defensoria pública.

Como é o atendimento: acolhimento, orientação, registro de ocorrências e instauração de inquéritos policiais, além de encaminhamentos para abrigos, centros de referência da mulher e defensoria pública.

Condições para o atendimento: mulheres de todas as idades, crianças e adolescentes de ambos os sexos, vitimas de violência doméstica ou sexual.

Equipe do Plantão: delegada, escrivãs e investigadoras de polícia.

Período de atendimento: das 9 às 18 horas, de segunda à sexta-feira (dias úteis).

Dados para contato:
Avenida Marginal, 200, Centro
CEP: 17207-277 Jaú – SP
Telefone: (14) 3626 54 65 e (14) 3624 77 93
Fax: (14) 3626 54 65

2 thoughts on “Delegacia de Polícia de Defesa da Mulher – Jaú

  1. Ao viajar de ônibus, quando retirava a minha passagem para outro destino, fui destratada (humilhada, desacatada) pelo gerente todo o tempo que estive no guichê da empresa. Esse gerente me perseguia em todos os guichês da rodoviária. Isso aconteceu das 8hs às 21hs noite. Saí de lá muito revoltada e nervosa, minha pressão subiu e sofri uma queda. Ainda estou com os quadris doendo por causa disso. Ao desembarcar, minha mala estava quebrada e pedi ao funcionário da mesma empresa que a arrumasse, pois não podia pegar peso. Ele pediu para que fosse à garagem resolver isso, mas quando pedi que me levassem de ônibus, disse para eu me virar e nem deu atenção ao pedido. tive outra queda e estou com joelhos escoriados e precisei fazer tomografias (cabeça, coluna, joelhos, bacia). Procurei a delegacia e fiz o boletim de ocorrência.

    • Prezada usuária, de acordo com o seu relato, a realização do BO já aconteceu. Em alguma situações, há necessidade de fazer a representação para que o processo siga. Para isso o interessado deve procurar a delegacia para os procedimentos necessários ou mesmo para acompanhamento do processo. Paralelamente a isso, também é possível recorrer ao serviço de ouvidoria da própria empresa para registrar a queixa em busca de melhor atendimento em situações futuras ou até mesmo ressarcimento dos danos causados. Obrigado pelo envio de sua mensagem. Abraço.

Deixe sua opinião ou comentário sobre o atendimento

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Pryzant Design